quarta-feira, 26 de outubro de 2011

"Não era apenas um cara comum..."








Não, você não era apenas um cara comum.










Tá vendo só, foi minha culpa, te descobri por trás desses olhos desejáveis e instáveis.
Já te olhei por todos os ângulos e confesso que não canso de notar que há algo em você, tão forte que me aprisiona de um jeito estúpido.
Me encara com seu jogo de palavras e me deixa sem saber o que dizer, escrever, pensar ou agir.
Seu verbo viver me faz ter certeza que o mundo pode ser algo mais instintivo.
Moro longe demais das suas estratégias e não me acostumo com suas possíveis inquietações.
Deixa eu sentir que o mesmo ar que respiro também entra pelos seus pulmões, me coloca nesse seu mundo incrédulo e me deixa viver de cabeça para baixo.
Talvez eu possa ser leve como você.
Ou eu nem chegue perto de ser.
Não emudeci durante tanto tempo, apenas me isolei para tentar entender que você talvez fosse tão normal quanto os outros.
Mas não, sua existência me atrai com tanta intensidade que chego a pensar que você não vive nesse mundo.
Mas eu só posso ver aquilo que quero e te vejo apenas perfeito, ah bonito...
Perdoe tamanha estupidez, vasculhei todos os trilhos e hoje me encontro sentada, em frente ao irreal criando bolinhas de sabão que se dissolvem pelo ar.
Você pode até me envolver com palavras, com a sua vontade de sentir tudo ao mesmo tempo.
E eu sinto tanto, tanto, quando escrevo pra você.
Eu só queria ser de verdade o tempo todo, sem precisar ser perfeita, pois se você fizesse parte de alguma história, teria que ser da minha.
Porque talvez a minha história fizesse par perfeito com a sua e nessa junção, eu pudesse entender porque você trancou meu peito com chave de ouro e fez brilhar sentimentos que não poderia cuidar.

sábado, 22 de outubro de 2011

Confesso...

“Confesso que ando muito cansada, sabe? Mas um cansaço diferente… um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem. Confesso que às vezes me dão umas crises de choro que parecem não parar, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que quero ser, que quero fazer. Confesso que você estava em todos esses meus planos, mas eu sinto que as coisas vão escorrendo entre meus dedos, se derramando, não me pertencendo. Estou realmente cansada. Cansada e cansada de ser mar agitada, de ser tempestade… quero ser mar calma. Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale: “Calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.” Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso. 






Confesso que agora só espero você.






“Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega.”






Caio F. Abreu

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

E "se"

E "se" eu fizesse um flash mob, mobilizando todos os bailarinos possíveis só pra dizer que não dá pra viver bem sem você?
E "se" eu gritasse aos quatro cantos que te amo?
E "se" eu dissesse todos os dias que você é o amor da minha vida?
E "se" eu te acordasse todos os dias com um "Bom dia amor" no pé do ouvido te fazendo arrepiar, e você acordando com a certeza de que está com a mulher que mais te ama?
E "se" eu fizesse loucuras de amor a cada dia. não só pra provar que TE AMO, mas pra mostrar ao mundo que o meu amor é ímpar e que ninguém, ninguém, ninguém mesmo vai ama-lo assim?
E "se, e "se, "se"...
São tantos "ses". Será que com tudo isso você iria me ouvir?
Claro que iria, me ouvir não é a questão, a questão é o que acontece depois que me ouvir...
A solução pra tudo isso seria depois de tudo isso, depois de tantos "ses" você se entregar pra mim e não só aceitar todo esse amor, mas ser o meu ETERNO AMOR...
Seria lindo né?!?!?!?!?
Um conto de fadas....
Mas, to precisando atualizar meu conto de fadas...
Por tempo achei que príncipes encantados não existissem, mas você me fez ver que existem sim.
Pra ser príncipe, basta ser homem.
E pra ser encantado basta ter atitudes...
O que existe na verdade é um HOMEM (VOCÊ) que consegue mudar tudo em mim só de respirar perto de mim...

"E assim, no seu corpo eu fui chuva, jeito bom de se encontrar
E assim no seu gosto eu fui chuva, jeito bom de se deixar viver."

"Nada do que fui me veste agora
Sou toda gota que escorre livre pelo rosto
E só sossega quando encontra a sua boca.
E mesmo que eu te me perca, nunca mais serei aquela que se fez seca
Vendo a vida passar pela janela."


E ai se...
E se um dia nos (re)encontrarmos e nos amarmos como nunca  antes. sem medo, sem preconceito , sem pensar nos outros, sem nada, nada pra nos atrapalhar... E "SE"...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Ser Feliz ou ter Razão?


"Contigo, até minha imaginação lembra."


Sempre fica alguma coisa de você. Num disco, num trecho de livro, num comercial durante o seriado de TV. E era pra ser estranho ou dolorido, mas é uma saudade boa, daquelas que passa longe de ser doída, só porque é nossa e é recíproca... E todo mundo pode me chamar de boba porque eu acho que eu sou mesmo, mas... escondo do mundo, guardo pra mim, respiro bem fundo e  repito: O que você prefere? Ser feliz ou ter razão?

Eu perdi. Se era jogo eu perdi. Mas é que nunca foi uma competição. Nunca foi sobre eu ou você ou... Ou. Aqui eu podia colocar só um ponto. Mas prefiro três...

(Acho que só queria te dizer que sinto sua falta.) (Eu sinto, respiro, eu exaspero a sua falta.) Quero que chegue logo a primavera com cada pedaço do meu corpo. Com todo o sentimento da minha alma. Com todas as minhas fantasias... de você. 





É porque vejo nossa história assim:

Fim.

 Meio

 e (Re)Começo













''Não sei, deixo rolar vou olhar os caminhos, o que tiver mais coração, eu sigo."





"Elenita  Rodrigues" 
Adaptado por: Tayanne Raimi

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

(Des)Apego

Desapego total... É tao bonito a liberdade... Neh?!!



Liberdade de sentir, de estar, de estar em lugares, de ter coisas. Liberdade da coisa nem ser sua...
Olha o tamanho do mundo, agente vai ficar "Ah é meu, é meu". Nem a gente é da gente mesmo... Morre a alma vai e o corpo fica, se tiver APEGO...... vira alma penada. (Não quero).




Ah eu nasci pra dividir solidão, não sei lhe dar com ela sozinha. Não consigo ficar com a solidão só pra mim não... Acho que não saberia lidar se ficasse com ela SOZINHA. 
Por que não ficar perto??? Mesmo que seja pra dividir solidão. É desperdício de tempo ficar longe. Vou ficar comigo "mesma", podendo estar com pessoas maravilhosas, que dividem comigo momentos e sentimentos inexplicáveis??? Claro que não. É claro que não! Isso é inaceitável...

sábado, 8 de outubro de 2011

"Deixe está..."

É que hoje eu acordei não só sentindo a sua falta, mas querendo demais você...

"Deixe está que o que for pra ser vigora."

"Olhe só
Como a noite cresce em glória
E a distância traz
Nosso amanhecer
Deixa estar que o que for pra ser vigora
Eu sou tão feliz
Vamos dividir
Os sonhos?
Que podem transformar o rumo da história
Vem logo
Que o tempo voa como eu
Quando penso em você..."

Quero um pouco mais de você,  não tudo pra gente não perder a graça no "escuro"...
Na verdade, no fundo no fundo  pode ser ate um poquinho, sendo só pra mim SIM...

"Oh apego que não quer ir embora, diaxo ele tem que querer..."



"Maria Gadú"

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Seguir o coração sempre?

Às vezes seguir o coração é escutar quando ele diz que chega. Quando ele mostra, todo dia, que está cansado de ser maltratado e que aquilo que oferecem a ele é pouco e ele merece mais... Escutar o coração não é deixar que pisem na gente. Escutar o coração é se encher de esperança mesmo quando tudo parece que vai contra a gente, e é também ter forças para matar um amor quando parece que a gente mata junto tanta coisa bonita dentro da gente...





Elenita Rodrigues